Agência Municipal de Regulação de Serviços Públicos de Teresina
Teresina, 24 de Abril de 2018

Notícia Ver todas

População debate Revisão do Plano Diretor de Teresina em primeira audiência pública

09/03/2018 - 14h00
Imagem: Márcio Sales

Imagem: Márcio Sales

Como o Plano Diretor pode atuar na segurança da cidade? E na mobilidade urbana? As respostas a essas e a diversas outras perguntas foram apresentadas para a população na primeira audiência pública de Revisão do Plano Diretor de Ordenamento Territorial (PDOT), nesta sexta-feira (09). O encontro, que foi realizado pela Prefeitura Municipal de Teresina, contou com a participação de cerca de 350 pessoas, representando os mais diversos setores da sociedade, como movimentos populares, empresários, sindicatos, estudantes, professores, conselhos profissionais, dentre outros.

Estiveram presentes na cerimônia de abertura o secretário municipal de Planejamento e Coordenação, Erick Amorim; a secretária executiva de planejamento urbano, Jhamille Almeida; o vereador Inácio Carvalho; o presidente da Associação da Juventude de Teresina, Jardel Ramos, representando os movimentos populares; o diretor-presidente da Agência Municipal de Regulação de Serviços Públicos de Teresina, Edvaldo Marques, e o vice-prefeito Luiz Junior, representando o prefeito Firmino Filho que, cumprindo agenda em Brasília, enviou por vídeo sua mensagem para os presentes na audiência.

“Importante que nós possamos refazer e atualizar o nosso planejamento para que a cidade tenha um estilo de crescimento que contemple valores de desenvolvimento urbano para todos os espaços e toda a população. Por isso esse encontro, para que possamos juntos planejar a cidade que queremos”, ressaltou Firmino Filho.

Reunindo a população e técnicos do poder público para discutir os rumos da cidade, a audiência apresentou a realidade atual de Teresina e os instrumentos que vão estimular o crescimento e o fortalecimento do município. Na ocasião, foi mostrada a síntese das diretrizes gerais construídas no Plano a partir de diagnóstico e contribuições da população obtidas por meio da mobilização social pelo aplicativo COLAB, Fórum Teresina Participativa e Mobilização Rural.

Por meio desses instrumentos, os teresinenses enviaram mais de duas mil ideias sugerindo sobre qual cidade quer para o futuro. Essas proposições e anseios, que têm norteado o processo de revisão do PDOT, foram traduzidos e coletados em diretrizes de ordenamento territorial, que foram apresentados durante a audiência.

“Esse é mais um momento para que possamos consolidar os entendimentos, apresentar nossa visão de cidade que nós quereremos, uma cidade mais compacta, mais conectada, mais diversa, para que a gente tenha, nos próximos anos, uma Teresina que atenda aos anseios da sociedade e com a sustentabilidade econômica e social que nós precisamos”, declarou o secretário municipal de Planejamento e Coordenação, Erick Amorim.

Na oportunidade, os participantes foram divididos em grupos temáticos: zona rural, zoneamento urbano e desenvolvimento orientado pelo transporte sustentável (DOTS), patrimônio ambiental e governança. Durante a continuidade da audiência, as propostas discutidas em cada grupo serão levadas para apresentação em plenário, debatidas e sugeridas para alterar ou incrementar o Plano.

A programação do encontro vai até às 17h30 desta sexta-feira(09), no Centro de Formação Professor Odilon Nunes, no bairro Marquês, zona norte da capital, com apresentação das sugestões da população e com a eleição dos delegados que serão responsáveis pela homologação da minuta do Projeto de Lei de Revisão do Plano que será levado para o Legislativo Municipal